Notícias do setor

Brasileiro consome menos salgadinho nos últimos 12 meses


Nos últimos 12 meses, 73% dos brasileiros declararam ter consumido menos salgadinhos, considerando o período até novembro de 2015, constatou um levantamento feito pela Mintel.

Embora salgadinhos sejam tipicamente vistos como um alimento indulgente, a pesquisa mostra que quase metade dos brasileiros, 49%, afirma consumir algum tipo de salgadinho saudável, como snacks de baixas calorias, com mais proteínas e sem glúten. O estudo revela que 37% deles consumiram itens integrais, também vistos geralmente como mais saudáveis do que os salgadinhos comuns nos últimos 12 meses.

Fatores como inflação e taxas elevadas de desemprego indicam que, com o objetivo de manter as pessoas consumindo alimentos dessa categoria, as marcas terão que desenvolver novas estratégias. Foi o que revelou também a pesquisa.

As oportunidades dentro deste mercado, então, estão no desenvolvimento de salgadinhos saudáveis, desviando da imagem de não saudável pela qual a categoria é geralmente associada. Por exemplo, 82% dos brasileiros concordam que é melhor evitar comer este item todos os dias.

Outra estratégia descoberta pela consultoria para aumentar as vendas é a diminuição do tamanho dos produtos. Ela pode ser adotada no Brasil em muitas categorias de alimentos já que quase três em cada cinco dos consumidores, 58%, concordam que é melhor comprar menos de sua marca favorita do que mudar para uma opção mais barata.

"Os tamanhos menores podem ajudar a manter a fidelidade do consumidor como uma estratégia para quando a crise econômica terminar”, explica Naira Sato, especialista das categorias de Alimentação e Bebida, da Mintel. Além disso, segundo ela, a adoção de preço fixo que sejam compatíveis com o desembolso diário do consumidor já são utilizadas por outras categorias, como refrigerantes e iogurtes. Porém, ainda são pouco utilizadas em snacks salgados.

Fonte: Supermercado Moderno