Notícias do setor

Brasileiros estão buscando cada vez mais formas de economizar


Em meio a um cenário econômico preocupante e de incertezas, o ano de 2015 foi desafiador para o consumidor brasileiro, que novamente procurou alternativas para economizar em seu dia a dia, uma vez que sua confiança está abalada, segundo o mais recente estudo da Nielsen - Confiança do Consumidor, que mede a percepção de perspectivas de empregos locais, finanças pessoais e intenções imediatas de gastos.
Segundo o estudo, realizado no quarto trimestre de 2015, a economia, o aumento nas contas de serviços públicos e a saúde lideram o ranking das maiores preocupação dos brasileiros. Com essas inquietações, eles também estão mudando seus hábitos de poupar.
E quais são as principais tendências que norteiam os consumidores na hora de conter os gastos? Economizar nas contas de gás e luz, cortar gastos com entretenimento fora do lar, gastar menos com roupas novas, fazer trocas de tecnologias com menos frequência e diminuir gastos com feriados ou optar por férias curtas ocupam as cinco primeiras posições.

 

Economizar nas contas de gás e eletricidade foi a principal ação que os brasileiros apostaram para economizar, tendo um acréscimo de quatro pontos do começo ao final do ano. A segunda e a quinta prioridade (cortar gastos com entretenimento fora do lar e diminuir gastos com feriados ou optar por férias curtas), aumentaram em cinco pontos nesse período.
Mas a que teve maior crescimento entre as cinco foi a substituição de tecnologias de forma espaçada, somando mais seis pontos até o final de 2015. A única tendência que apresentou uma pequena baixa, de dois pontos ao longo do ano, mas que ainda está na terceira colocação é gastar com roupa nova.

Analisando todas as outras opções apresentadas para os entrevistados, outra estratégia que também teve um aumento considerável em 2015 foi a troca de marcas de alimentos mais baratas (sete pontos). Reduzir gastos com telefone e substituir itens para o lar reduziram, seis pontos e um ponto, respectivamente.

Sobre a Pesquisa Global da Nielsen
A Pesquisa Global de Confiança do Consumidor e Intenção de Gastos da Nielsen foi realizada entre 2 a 25 de novembro 2015 e entrevistou mais de 30.000 consumidores online em 61 países em toda a Ásia-Pacífico, Europa, América Latina, Oriente Médio/África e América do Norte. Os resultados da América Latina incluem: Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México, Peru e Venezuela. A amostra foi selecionada por cotas de idade e sexo para cada país com base em seus usuários de Internet e foi ponderada de modo a ser representativa para consumidores da Internet. A pesquisa tem uma margem de erro de ± 0,6%. A Pesquisa Global da Nielsen, que inclui o Índice de Confiança Global do Consumidor, foi criada em 2005.

Sobre a Nielsen
 Nielsen Holdings plc (NYSE: NLSN) é uma empresa global de gestão de informação, que proporciona um entendimento completo sobre o que os consumidores assistem e compram (Watch & Buy). No segmento Watch, a Nielsen oferece aos clientes de mídia e publicidade serviços de medição de audiência (Total Audience) de qualquer dispositivo em que é possível ter acesso a conteúdos (vídeo, áudio, texto). O segmento Buy oferece aos fabricantes de bens de consumo e varejistas uma visão global única do desempenho da indústria. Ao integrar as informações dos segmentos de Watch e Buy com dados de outras fontes, a Nielsen apresenta aos seus clientes uma medição de primeiro nível, bem como análises avançadas que permitem o crescimento de seus negócios. A Nielsen, empresa conceituada na Standard & Poors 500, está presente em mais de 100 países, representando 90 por cento da população mundial. Para mais informações, visite www.nielsen.com.

 

Fonte: Nielsen