Notícias do setor

Desvende o rótulo!


O sonho de consumir apenas produtos naturais esbarra na realidade de obter produtos industrializados que facilitam (e muito!) a vida na cozinha. Mas para que a saúde nutricional não sofra grandes prejuízos, o ideal é saber interpretar os rótulos dos alimentos.

“Como não há uma regulamentação específica, o fabricante dá o nome que quiser para os ingredientes, sem que seja considerada uma infração”, destaca Daniela Gomes, nutróloga do Hospital do Coração (HCor), de São Paulo (SP).

Para mudar esse cenário, a dica é observar a ordem em que aparecem os ingredientes. A tabela destaca os produtos em ordem de proporção, ou seja, o primeiro da lista é o que apresenta maior quantidade. Por exemplo: se o açúcar for o primeiro da lista, significa que em sua composição há mais deste ingrediente. No caso dos produtos integrais, por exemplo, a farinha integral deve estar no topo dos itens, ao contrário da farinha branca.

Confira as dicas da nutróloga para entender o que significam alguns dos principais itens obrigatórios na tabela.

Continue lendo.

Fonte: Revista Pense Leve