Notícias do setor

Quando busca refeições saudáveis, brasileiro prefere cozinhar em casa


Tradicionalistas, os brasileiros associam uma dieta saudável à uma refeição preparada em casa é o que revela a pesquisa Tendências em Alimentação Saudável, da Mintel. De fato, quando querem comer de forma saudável, 55% dos consumidores afirmam que cozinha em casa. É uma vantagem para os supermercados, especialmente para aqueles que trabalham bem o mix de produtos saudáveis e naturais.

Aliás, eles dizem ter opções limitadas para se alimentar de maneira saudável  quando querem comer fora. De acordo com a pesquisa, 32% dizem que acham difícil comer de forma saudável fora de casa, isso mostra que há oportunidades significativas para empresas e marcas superarem essa percepção.

O estudo também revela que 58% dos consumidores nunca tentaram ou teriam qualquer interesse em seguir uma dieta vegetariana/vegana, 34% também disseram que não experimentaram e não estariam interessados em comer alimentos ou tomar bebidas orgânicas. Ao mesmo tempo, 31% revelaram que não tentaram e não estariam interessados em evitar alimentos que contenham adoçantes artificiais.

Café da manhã
De todas as refeições, o café da manhã é aquela em que o brasileiro mais frequentemente busca por opções saudáveis. A pesquisa Mintel mostra que, para 68% dos consumidores, o café da manhã é a ocasião mais importante para ser saudável, comparado a 26% daqueles que classificam o almoço como sendo a refeição em que ser saudável mais importa.

Outro dado é entre aqueles que dizem que estão mais inclinados a uma opção saudável durante o café da manhã, 52% tentaram consumir alimentos ou bebidas ricos em proteínas/fibras.

E 30% dos trabalhadores em tempo integral citaram o almoço como a refeição mais importante para ser saudável, significativamente mais do que quem trabalha meio período ou está desempregado.

Oportunidade para o varejo
“Uma boa oportunidade para varejistas e fornecedores de alimentos e bebidas é ensinar o consumidor a preparar refeições mais práticas, saudáveis e de fácil armazenamento, que podem ser levadas como marmita para o trabalho, por exemplo”, diz Ana Paula Gilsogamo, especialista em Alimentos e Bebidas, na Mintel.

Nessa era Digital, investir na parceria com canais e portais online focados na preparação deste tipo de refeições e que indiquem formas de elaborar uma marmita prática e nutricionalmente balanceada pode ser uma boa alternativa, conclui Ana Paula.

Fonte: Supermercado Moderno