Notícias do setor

De inteligência artificial para o ponto de venda ao desenvolvimento de bioconservantes: as soluções inovadoras para o B.Lab, programa de aceleração de startups da Bauducco


Diante de executivos da família Bauducco, terceira geração à frente dos negócios, 17 empreendedores de startups apresentaram suas ideias disruptivas para uma empresa com quase sete décadas de história. Assim foi o pitch day do B.Lab, o primeiro programa de aceleração de startups da empresa, realizado no mês de novembro do ano passado, no Cubo, em São Paulo.

“Foi um dia para a celebração de boas ideias e que fazem parte de um forte movimento de inovação da companhia. A partir de fevereiro, vamos desenvolver projetos pilotos para quatro diferentes áreas da empresa”, diz Luis Gomes, gerente de Consumer Insights e Novos Negócios da Bauducco.

O programa B.Lab foi lançado em agosto do ano passado. Mais de 360 startups passaram pelo processo de seleção realizado pelo time de Marketing da Bauducco e pelos profissionais da Liga Ventures, aceleradora especializada em unir startups a grandes corporações.

BIOLINKER: FOCO NA CIÊNCIA DOS ALIMENTOS

Qualidade e inovação são pilares fundamentais para a Bauducco. Nas startups escolhidas para o B.Lab o pensamento no produto final não poderia ficar de fora. A Biolinker se propõe a desenvolver bioconservantes que auxiliam na preservação dos alimentos de forma mais natural.

Essa startup foi fundada em 2018, em São Paulo. Mesmo com pouco tempo de vida, já conseguiu se colocar na lista das “Top 500” startups do mundo no segmento de deep technology (Hello Tomorrow – organização internacional que incentiva startups de tecnologia).


PIXFORCE: DE OLHO NA PRODUÇÃO

A eficiência e a qualidade durante o processo produtivo, também são preocupações constantes que motivam a Bauducco a buscar novas tecnologias para o setor industrial.

Fundada em 2015, em Porto Alegre, a PixForce foi escolhida por sua tecnologia que une Inteligência Artificial (IA) com Visão Computacional. Com ela é possível, por exemplo, garantir a qualidade dos produtos ao longo da linha de produção.

Por dois anos consecutivos, a PixForce foi eleita a startup número 1 em visão computacional pelo ranking da 100 Open Startups, plataforma de negócios que une grandes empresas e startups.


INVOLVES: TECNOLOGIA NO PONTO DE VENDA

Depois que o produto sai da fábrica, ele segue para o ponto de venda (PDV). O correto sortimento, exposição na gôndola, preço e diversas outras questões influenciam a performance de vendas.

Nesta área entra a Involves, startup de Florianópolis fundada há dez anos. Ela está desenvolvendo uma tecnologia específica para o Ponto de Venda, que busca a aplicação de inteligência artificial em fotos de gôndolas de supermercado, para auxiliar na geração de insights e oportunidades.

Segundo Luis Gomes, se essa tecnologia se mostrar escalável, poderá representar um grande avanço na forma como a Bauducco gerencia seu PDV.

“A eficiência e a qualidade durante o processo produtivo, também são preocupações constantes que motivam a Bauducco a buscar novas tecnologias para o setor industrial.“

NOVIDÁ: FOCO NA EFICIÊNCIA E GESTÃO DE PESSOAS DENTRO DO PROCESSO PRODUTIVO

No coração de todo processo produtivo, que vai da fabricação ao ponto de venda, está a gestão de processos operacionais e de pessoas.  

Neste campo, a Novidá pode trazer ideias exclusivas para a Bauducco. Com o uso de Inteligência Artificial (AI) e tracking de precisão, a startup paulistana com três anos de vida, ajuda a realizar a gestão de equipes em tempo real.

A solução da empresa pode ser aplicada no chão de fábrica, em operação logística, no setor de facilities, enfim, onde seja necessário entender a movimentação de pessoas e equipamentos em suas atividades diárias.

HISTÓRIA E FUTURO JUNTOS

O B.Lab promete muita inovação aliada à história de sucesso da empresa. Os empreendedores da Bio Linker, PixForce, Novidá e Involves terão quatro meses intensos de imersão e aprendizado. Será uma oportunidade única de serem parceiros de uma das marcas de alimentos mais prestigiadas do Brasil.

A Bauducco foi fundada em 1952 pelo imigrante italiano Carlo Bauducco, que veio de Turim, na Itália, para São Paulo com o sonho de abrir seu negócio.

Hoje, a empresa se posiciona como líder do mercado de wafers, cookies e torradas. Está presente em 70% dos lares brasileiros e, nos últimos anos, expandiu suas fronteiras para mais de 50 países.  

Acompanhe aqui no Projeto Draft o desenvolvimento dos projetos pilotos na próxima etapa do B.Lab.

Fonte: Bauducco