Notícias do setor

Queda da produtividade chega a 2,8% no primeiro trimestre com crise da Covid-19


No primeiro trimestre de 2020, a produtividade do trabalho na indústria de transformação brasileira caiu 2,8% ante o quarto trimestre de 2019, na série livre de efeitos sazonais. É a segunda maior queda do indicador desde o segundo trimestre de 2018, quando recuou 3,3%, em razão da paralisação no transporte de carga rodoviário em maio de 2018.
 
A queda da produtividade do trabalho é resultado da deterioração da atividade econômica diante da pandemia de Covid-19. Com a queda abrupta da demanda, as empresas industriais foram forçadas a reduzir ou mesmo paralisar a produção. Para o segundo trimestre de 2020, a produtividade do trabalho deve continuar a cair, mas o ritmo de queda deve ser menor.

Em 2019, Móveis, Vestuário e acessórios, Veículos automotores e Têxteis apresentaram os maiores ganhos de produtividade, na comparação com 2018. Os setores com as maiores quedas foram Couros e calçados (-7,3%) e Madeira (-4,2%).
 
Veja mais detalhes da publicação no site dos Indicadores Econômicos da CNI: www.cni.com.br/produtividadenaindustria.

Atenciosamente,

Gerência Executiva de Economia
Confederação Nacional da Indústria
Setor Bancário Norte Quadra 01, Bloco C, 10º andar
70040-903 - Brasília - DF
Tel: 61-3317.9472
E-mail: economia@cni.com.br

Fonte: CNI