Notícias do setor

Aprendizados positivos que as marcas podem ter durante e pós coronavírus


Seja em lojas físicas ou e-commerce, a maneira como as marcas se relacionam com seus clientes faz toda a diferença. E em momentos como os atuais, onde o mundo vive uma pandemia, não é diferente.

De acordo com uma pesquisa apresentada em um WEBINAR sobre o impacto da quarentena nas marcas e no comportamento de consumo, pela Kantar, líder global em dados, insights e consultoria, o Brasil é o segundo país mais preocupado com a circunstância que o coronavírus está causando para a população mundial. Sendo que,  recessão econômica (54%), escassez (29%) e saúde pessoal (49%), são os temas que mais angustiam os brasileiros.

Por outro lado, a pesquisa aponta um cenário otimista para as marcas que souberem se comunicar bem, principalmente para aquelas que valorizam iniciativas de empatia em torno do cliente e mostram que a crise pode ser enfrentada e vencida (87%).

Os consumidores também afirmam que as marcas não podem usar o coronavírus para se promoverem (80%). Entidades que agem como exemplo e guiam mudanças, usando seu conhecimento para explicar e informar, conseguem se destacar. Assim como aquelas que são práticas e realistas para ajudar os consumidores no seu dia a dia.

Além disso, para eles, as marcas devem rever seus valores e reforçar perceptivas positivas que tranquilizam a população (76%). Ser otimista, pensar de forma não convencional e ter força de vontade são fatores fundamentais para reduzir a ansiedade e entender as preocupações tanto de seus consumidores como colaboradores.

KEY TAKE-AWAYS POSITIVOS PARA AS MARCAS

Entenda a mensagem vinda dos consumidores

Antecipe-se e monitore constantemente o tom das pessoas para entender as mudanças no sentimento dos brasileiros. Neste aspecto nada é mais importante do que conhecer o seu público alvo.

Prepare o planejamento futuro

Lembre seus clientes que o futuro virá e ajude-os para que façam seus planos. Um bom planejamento pode ajudar as pessoas a superarem com mais facilidade uma crise e problemas econômicos. Além de colaborar para uma boa saúde emocional.

Seja aquele que oferece os recursos necessários

Dê aos consumidores novas ideias, produtos, e serviços que os ajudarão a se adaptar. Diante de uma crise é importante que as pessoas estejam abertas e se permitam aprender e ter novas experiências. Se você facilitar esse processo será muito melhor.

Ajude a criar momentos de alegria e tranquilidade

Considere o que você pode fazer para ajudar a manter o bem-estar mental e emocional. Diante de um isolamento social, a saúde emocional pode ser um dos fatores mais abalados, principalmente para pessoas que são muito ativas. Em meio a tantas notícias tristes, marcas que conseguem mostrar pontos positivos, serão para sempre lembradas.

Ajude as pessoas a aprender e criar novas coisas

Reconheça o desejo dos consumidores de serem mais ativos e criativos através dos seus produtos e serviços. Ofereça alternativas criativas. Uma boa estratégia é aceitar ajuda dos próprios clientes através de um espaço para sugestões.

Identifique o que realmente importa para seus consumidores

Entenda as necessidades das pessoas. Ajude-as a terem o estilo de vida que elas desejam para conquistar suas metas. Servir de inspiração é muito importante. Procure ter uma proximidade maior e mostrar que além dele ser um cliente, ele é uma pessoa que possui valor.

Como será o pós pandemia?

Nos últimos dias, grande parte da população mundial precisou adaptar a maneira como conduz sua rotina diária. Muitos deixaram o trabalho físico para efetuar home office. Outros pararam de frequentar a academia e aprenderam novas formas de praticar exercícios em casa. Toda essa mudança repentina gera uma série de questões sobre como será o consumo após a pandemia. Segundo o relatório da Kantar, há três tendências que prometem destaque:

Importância digital

A era digital já está nos rondando há um bom tempo e agora com a quarentena, ainda mais. O uso de aplicativos, redes sociais e tecnologias estão sendo ainda mais exploradas. Um exemplo é a frequência de transmissões ao vivo no Instagram que aumentou em inúmeras cidades, se transformando em um dos principais recursos de comunicação. Após a pandemia, a tendência que este cenário de importância digital ainda continue alto e marcas que não entendem como comercializar no mundo digital ficarão para trás.

Novos comportamentos

A mudança de comportamento que o coronavírus causou terá um efeito a longo prazo. Muitas pessoas tiveram um impulsionando de compras, principalmente nas categorias de dispensa e medicamentos. Enquanto outras passaram a consumir muito mais delivery e e–commerce. Diante disso, as marcas precisam ter sistemas para mudar no ritmo em que os consumidores estão mudando. Não será o fim das lojas físicas, mas o omnichannel que já era uma estratégia cada vez mais utilizada, a partir de agora será praticamente parte da rotina. Trabalhos remotos e home office também tendem a crescer.

Liderança humana sem medo

Marcas que assumem uma liderança de categoria centrada no ser humano, destemida e ousada serão notadas e valorizadas. Humildade, novas formas de gerir e empatia serão qualidades cobradas pelos consumidores que estão cada vez mais centrados em receber informações sobre impactos e origem dos produtos. Lideres e marcas que agirem como um exemplo e guiarem uma mudança, passam credibilidade, bom relacionamento e confiança.

Fonte: Consumidor Moderno