Notícias do setor

Fábrica da Nissin, que produz o famoso "miojo", vai gerar 350 empregos no Paraná


A Nissin Foods do Brasil anunciou, ontem, a construção de uma nova fábrica em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais. Será a terceira unidade da multinacional japonesa no país, maior produtora de macarrão instantâneo do mundo. Segundo os diretores da empresa, o investimento no Paraná será de R$ 350 milhões, o que fará com que essa seja a maior fábrica da Nissin no país, gerando 350 empregos.

O anúncio do investimento foi feito por diretores da empresa durante reunião com o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB). O diretor industrial da Nissin Brasil, Yoshihiko Higashide, disse que os estudos para construção de uma fábrica na Região Sul tiveram início em 2016. “Chegamos a um consenso de que Ponta Grossa era a primeira candidata”, afirmou.

A nova unidade será instalada em uma área de 420 mil metros quadrados e terá, na primeira fase, 50 mil metros quadrados de área construída. Na fábrica serão produzidos macarrões das linhas lámen, Cup Noodles e yakissoba, para atender toda a Região Sul e exportação para a América Latina. “No futuro, a ideia é trazer novos produtos para o Brasil, como granola, biscoito e macarrão de arroz”, adiantou o gerente de logística da Nissin, Paulo Affonso de Andrade.

De acordo com ele, a nova fábrica vai gerar 350 empregos diretos, com uma previsão de faturamento bruto de R$ 300 milhões ao ano. Após concluída, essa será a maior fábrica da Nissin no Brasil, superando as unidades de Ibiúna (SP) e Glória do Goitá (PE). O cronograma da empresa prevê que entre 2021 e 2022 sejam executadas as etapas de licenciamento e obras, e a produção seja iniciada em junho de 2023.

Fonte: Tribuna