Notícias do setor

Confiança do empresário industrial brasileiro recua em janeiro


O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) foi divulgado nesta quarta-feira (13), pouco tempo depois de a montadora Ford anunciar sua saída do Brasil. Os dados mostram um recuo de 2,2 pontos entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, passando de 63,1 pontos para 60,9.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável pelo Índice tão importante para ajudar a traçar cenários, a elevada incerteza com relação à evolução da pandemia e a preocupação com a economia brasileira foram os fatores responsáveis pela queda na confiança.

O relatório acrescenta que “Apesar da chegada da vacina, o crescimento do contágio aumentou o temor da necessidade de se impor novas medidas de isolamento social. Adicionalmente, o ano de 2021 se inicia sem as medidas emergenciais de apoio às empresas e às famílias mais vulneráveis”.

Fonte: CNI

Mesmo assim, o resultado próximo ao patamar dos 60 pontos demonstra confiança e manutenção do otimismo por parte dos empresários da indústria. Nos componentes do ICEI, a maior redução aconteceu no Índice de Condições Atuais, que passou dos 59,5 pontos para 56,7 pontos. Já o Índice de Expectativa sofreu redução de 1,9 pontos, indo para 63 pontos, nível que indica que as expectativas em relação aos próximos seis meses são favoráveis.

“A manutenção do sentimento de otimismo é importante para estimular o aumento da produção, a geração de empregos e, sobretudo, o aumento do investimento, essencial para a retomada do crescimento da economia”, afirma a CNI.

Fonte: Consumidor Moderno