Notícias do setor

Nestlé doa R$ 820 mil para iniciativas de reciclagem


A Yattó vai receber R$ 420 mil. Esse valor será destinado para apoiar o trabalho de 12 cooperativas em SP, beneficiando 456 catadores. As ações incluem a aquisição de EPIs para os cooperadores (como luvas, óculos, aventais, protetores de ouvido, uniformes, botas, cintas), além de equipamentos eletrônicos, como computadores, para as cooperativas, já que existe uma grande demanda por digitalização nessas instituições. Além disso, também serão adquiridos microondas, geladeira e fogão para oferecer melhores condições no local de trabalho, entre outras iniciativas de melhoria de infraestrutura.

O Pimp My Carroça vai receber R$ 100 mil, que serão destinados ao projeto Carroças do Futuro, uma iniciativa que melhora a qualidade do trabalho, aumenta a produtividade e amplia a renda dos catadores de material reciclável beneficiado em até 150%, por meio do uso de veículos elétricos eficientes e zero emissão de gases. O objetivo é ampliar o uso desses veículos na atividade do Cataki, chegando a seis veículos em atividade no projeto piloto.

O projeto Recicleiros Cidades vai receber R$ 300 mil, que serão destinados a apoiar ações de capacitação e formação de cooperativas que participam da iniciativa, por meio da Academia Recicleiros do Catador, que prepara esses profissionais para atuarem na coleta com foco no desenvolvimento técnico e humano de catadores de material reciclável. Em linhas gerais, visa preparar os catadores para a operação e gestão autônoma de seus empreendimentos de reciclagem, com o objetivo maior de promover o empoderamento, a transformação social e econômica dos catadores por meio da qualificação profissional.

Coleta de material reciclável em PDVs

Ainda como parte das ações de sustentabilidade da promoção, a Nestlé também firmou parceria com a Yattó para realizar a coleta de material reciclável em mais de 52 locais fixos e outros 600 pontos itinerantes distribuídos entre as lojas parceiras da companhia em 98 cidades. No total, foram coletadas mais de 3,4 toneladas de resíduos, entre plástico, papel/papelão, vidro, metal, cápsulas e outros.

A coleta foi realizada por 30 cooperativas de 13 estados e 31 cidades, que foram contratadas pela Nestlé e Yattó e remuneradas tanto pela venda do material reciclado quanto pelo serviço de retirada, classificação e separação, gerando cerca de R$ 8 mil em renda. O impacto ambiental com essa ação também foi bastante expressivo, já que, com a destinação correta e reaproveitamento de material, a iniciativa contribui para evitar o uso de 27 mil litros de água e de 3,6 mil Kwh de energia elétrica, além da redução de 3,2 mil kg de emissões de CO2. Essa é uma iniciativa inserida no compromisso da Nestlé Brasil de, até 2025, reciclar o equivalente a 100% do plástico colocado no mercado.

Um dos pilares da atuação da Nestlé Brasil é a questão da circularidade, que inclui o apoio e desenvolvimento de parcerias com cooperativas e catadores de recicláveis, criando valor e gerando impacto social positivo nessa cadeia. A ação se conecta diretamente com a jornada regenerativa rumo a um futuro melhor, com foco na proteção, renovação e restauração de nossos ecossistemas, comunidades e planeta.

“A promoção deste início de ano reforça o papel da Nestlé frente aos compromissos com a regeneração do nosso planeta e o cuidado com a natureza, assumidos no Brasil. Todos os anos, com as promoções corporativas, criamos oportunidades para ajudar o brasileiro a sonhar com novas conquistas no ano que se inicia. Em 2022, em especial, ainda estamos dando mais um passo em nossa jornada de apoio contínuo às cooperativas de reciclagem, além de ampliar o incentivo às iniciativas de circularidade e engajar o consumidor nesse amplo movimento pelos catadores que respondem por 90% da coleta seletiva no país”, conta Barbara Sapunar, diretora de sustentabilidade, comunicação e branding da Nestlé Brasil.

A Nestlé tem o compromisso de reduzir e eliminar o desperdício na cadeia de embalagens e está intensificando suas ações para tornar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025. A meta é ter menos plástico virgem circulando, mais reciclagem e mais cooperativas parceiras garantindo renda e educação dentro da jornada de regeneração. Até o mesmo ano, a companhia também vai reduzir em um terço o uso de plásticos virgens.

Adicionalmente, no Brasil, a Nestlé assumiu o compromisso de coletar e reciclar o equivalente a todo o plástico colocado no mercado brasileiro até 2025. Hoje, 95% das embalagens da Nestlé no Brasil são desenhadas para serem recicladas ou reutilizadas e temos acelerado esforços para soluções funcionais, seguras e sustentáveis.

Fonte: Exame