Essa indústria bilionária de farinha do RS investe R$ 230 milhões, abre fábrica em SP e vai expandir

Os 70 anos da Orquídea, indústria de farinhas, massas, biscoitos e pães de Caxias do Sul, na serra gaúcha, não são o único motivo para a empresa comemorar. Hoje, vivem o primeiro ano com o selo de “negócio bilionário”. O faturamento em 2022 foi de 1,2 bilhão de reais. E a projeção é praticamente dobrar de tamanho nos próximos quatro anos, chegando a receitas de 2 bilhões de reais. Como? Parte da estratégia é acelerar a expansão para fora do Rio Grande do Sul, incluindo uma nova fábrica de R$ 30 milhões em São Paulo. A outra envolve um investimento de R$ 200 milhões em melhorias e novos equipamentos para as atuais fábricas, principalmente a de Caxias do Sul.

“Vamos usar esse dinheiro basicamente em produtos e na fábrica de biscoito”, diz Rogério Tondo, CEO da Orquídea. “Terá ampliação do parque fabril e da estrutura física, vamos construir prédio, adicionar novas linhas de produção e colocar espaço para novas linhas no futuro”.

Há apetite para isso. No mercado, o faturamento das fabricantes desse tipo de guloseima cresceu 54%, para 29,2 bilhões de reais em 2022, segundo dados da Abimapi, a associação de fabricantes de farináceos e derivados. Recentemente, a empresa gaúcha lançou uma versão de bolachas de água e sal em embalagens menores, voltadas sobretudo para quem deseja fazer um lanche fitness no meio do trabalho. “É sempre uma aposta, porque fazemos produtos inovadores, que até então não estavam no mercado”, diz Rogério Tondo.

Como será a nova fábrica em São Paulo

Além do investimento de 200 milhões de reais, outros 30 milhões de reais serão aportados em uma nova fábrica da empresa em São Paulo. Será a primeira linha produtiva da Orquídea fora do Rio Grande do Sul.

 

A fábrica será usada principalmente para fabricar produtos da marca Sabor de France, voltada para pães refinados, como ciabatta e multigrãos, além de quitutes típicos de padarias européias, como croissants e pastéis de Belém. São pães pré-assados e congelados.

Pesquisar
Veja também:
Quais os descontos do 13º Salário: entenda os encargos e faça os cálculo...
Posicionamento da FIESP sobre a pec da Reforma Tributária
Bunge distribui mais de 6,8 toneladas de alimentos no Brasil
13º salário: empresas podem pagar de forma integral ou são obrigadas a p...
Convenção Capital e Grande SP – STILASP:

Data-base 01º out – São Paulo, Santo André, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Embu, Cotia, Itapecerica da Serra, Carapicuíba, Barueri, Santana do Paranaíba, Jandira, Itapevi, Taboão da Serra, Embu-Guaçu e Osasco.

Convenção Interior – FETIASP:

Data-base 01º set – Avaré, Barretos, Bauru e região, Bebedouro, Campinas, Capivari, Rafard, Elias Fausto, Mombuca, Conchas, Pereiras, Laranjal Paulista, Cesário Lange, Franca e região, Itapira, Jaú e região, Jundiaí, Limeira, Macatuba, Maracaí, Marília e região, Morro Agudo, Olímpia e região, Piracicaba, Santa Barbara D’oeste, Americana, Rio das Pedras, Saltinho, Tietê, Charqueada, Porto Ferreira, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e região, Rio Claro, Santa Rosa Viterbo, Santos, São José do Rio Preto e região, Sertãozinho e região, Tupã e Votuporanga.

Convenção Interior – FITIASP:

Data-base 01º set – Boituva, Porto Feliz e Região, Campos do Jordão, Cruzeiro e região, Guaratinguetá e região, Mococa, Vale do Ribeira e Santos, Sorocaba e região, Araras e Leme, Tapiratiba, Taubaté, Caçapava e Pindamonhangaba e São José dos Campos e região.

Convenção Guarulhos:

Data-base 01º mar – Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Mogi das Cruzes, Piracaia, Poá, Santa Isabel e Suzano.

Convenção Bragança Paulista e Atibaia:

Data-base 01º fev – Atibaia, Bom Jesus Dos Perdões, Bragança Paulista, Itatiba, Jarinu, Joanópolis, Morungaba, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Tuiuti e Vargem.